Imagem de Topo
Estudo para a Avaliação da Implementação do Programa Nacional de Formação de Treinadores (PNFT)
12-12-2017

Decorreu no passado dia 14 de dezembro a apresentação o Estudo para a Avaliação da Implementação do Programa Nacional de Formação de Treinadores (PNFT) realizado pelo IPDJ, que constitui um relatório final de diagnóstico da área em apreço.

No evento destacou-se a Apresentação de Propostas de alteração ao PNFT

Estes foram apresentados como os Princípios Orientadores de Evolução do Programa.

  • Alargar o âmbito de atuação da atividade de treinador a ambientes inseridos no sistema desportivo não federativo
  • Otimizar o espetro dos diferentes graus do título, no sentido de garantir uma progressão sustentável na carreira de treinador
  • Assegurar um acesso diversificado à atividade e formação de treinadores
  • Garantir a qualidade dos treinadores através de uma intervenção mais incisiva e tática do Estado
  • Reforçar a relevância e utilidade da componente prática para o desenvolvimento da carreira de treinador
  • Incentivar a evolução de conhecimentos por meio de atualização constante
  • Assegurar a transparência do sistema
  • Promover o envolvimento e cooperação entre os stakeholders do programa
  • Garantir um apoio sistemático do Estado aos stakeholders do programa.

Estas foram as recomendações gerais

  • Redefinição do âmbito de atuação do PNFT de modo a clarificar as fronteiras de aplicação do estatuto de treinador e alargar o espetro de atividade a outras áreas
  • Flexibilização no acesso à obtenção do grau inicial de treinador
  • Revisão de conteúdos entre graus
  • Introdução de aceleradores que permitam o acesso direto à realização de graus
  • Maior envolvimento do Estado na fiscalização do sistema

Em relação ao documento PNFT subdivide-se em dois capítulos principais:

i) Sistematização dos resultados e conclusões da análise do Diagnóstico e
ii) Estruturação das recomendações de reformulação, incidindo estruturalmente em 8 principais vertentes de análise.

São propostas no mesmo 32 recomendações de reformulação do Programa Nacional de Formação de Treinadores.

Aceda aqui ao documento.