Imagem de Topo
Apresentação Pública do Projeto-piloto «Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola»
12-09-2016

Decorre no próximo dia 15 de setembro, pelas 11h30, na Escola Secundária Fontes Pereira de Melo, no Porto, a apresentação pública do Projeto-piloto «Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola».

Este projeto é uma resposta concreta ao desenvolvimento de carreiras duais dos praticantes de alto rendimento e seleções nacionais, criando condições para a conciliação do sucesso escolar e desportivo no ensino secundário.
 

A sua concretização resulta da cooperação entre a educação e o desporto, envolvendo as seguintes entidades:

 
• Direção-Geral da Educação - coordenação, acompanhamento e a respetiva orientação em termos científico-pedagógicos e didáticos;
• Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares – realização do projeto a nível regional;
• Instituto Português do Desporto e Juventude - apoio técnico e financeiro ao projeto.

 

Enquadramento

Ao Grupo de Trabalho Desporto-Educação designado para este efeito coube acompanhar o projeto e apresentar as linhas orientadoras iniciais, bem como a indicação dos agrupamentos de escolas a envolver, meios de avaliação do projeto, procedimentos a realizar e demais formalidades.

A legislação portuguesa, designadamente através do Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro, e do Decreto-Lei n.º 45/2014, de 5 de abril, consagra  um conjunto de medidas de apoio aos alunos em regime de alto rendimento, ou integrados em seleções nacionais, respetivamente. Porém, na prática, tais medidas não têm surtido o efeito desejado muito por força da inexistência de unidades que consigam, com rigor e efetividade, fazer convergir esforços entre os vários agentes implicados naquele exigente processo.

Neste contexto, foi criado o projeto piloto «Unidades de Apoio ao Alto Rendimento na Escola (UAARE)», por despacho conjunto n.º 9386-A/2016, de 21 de julho, dos Gabinetes da  secretária de Estado Adjunta e da Educação e dos secretários de Estado da Educação e da Juventude e do Desporto.

Assim, «As UAARE visam uma articulação eficaz entre os agrupamentos escolares, os encarregados de educação, as Federações Desportivas e seus agentes, e os Municípios, entre outros interessados. Têm por objetivo conciliar com sucesso a atividade escolar e a desportiva de alunos/atletas do ensino secundário enquadrados no regime de alto rendimento ou seleções nacionais».

O modelo das UAARE foi inspirado no Gabinete de Apoio ao Alto rendimento (GAAR) de Montemor-o-Velho, sendo seu impulsionador o Professor Victor Pardal.

Criado em 2009,  o GAAR ganhou consistência e teve inegável êxito, sendo prova disso o sucesso que os jovens obtiveram, tanto no seu percurso escolar, quanto na sua carreira desportiva, numa simbiose perfeita entre todos os intervenientes implicados no processo.

«Os resultados desportivos e escolares, alcançados em Montemor-o-Velho, não deixam margem para dúvidas sobre o sucesso deste projeto – vários campeões nacionais, várias medalhas internacionais e alunos integrados no projecto olímpico e uma taxa de sucesso escolar acima dos 90%».
Importava, pois relevar a experiência adquirida e o manifesto êxito conseguido em Montemor-o-Velho replicando-o noutras zonas do país.

O projeto-piloto

No ano letivo de 2016/17, o projeto-piloto será realizado nas seguintes escolas: 

- Escola Secundária Amélia Rey Colaço – Oeiras;
- Escola Secundária de Rio Maior – Rio Maior;
- Escola Secundária Fontes Pereira de Melo – Porto.

Será mantido em funcionamento a UAARE de Montemor-o-Velho, prevendo o seu alargamento nos anos seguintes.

Para responsável nacional do projeto foi designado o Professor Victor Pardal, coordenador do então projeto de Montemor-o-Novo.

Em cada uma das escolas-piloto proceder-se-á à avaliação e diagnóstico dos diferentes contextos pedagógicos e organizacionais, junto dos diferentes agentes intervenientes no projeto, no sentido de serem encontradas as soluções pedagógicas mais adequadas para os alunos/atletas de cada uma delas.

Feito o diagnóstico da situação, será desenhado e levado a cabo o processo pedagógico e de apoio psicológico para os alunos envolvidos (ensino diferenciado).

No âmbito do projeto, será também criada uma plataforma de acompanhamento online, uma base de dados que permita o acesso direto a toda a informação sobre as UARRE pelos agentes nelas implicados e um sistema de avaliação, monotorização e regulação do mesmo tendo em conta os objetivos traçados.