Imagem de Topo
Uma nova estratégia, de preservação e qualificação do património desportivo
Museu Nacional do Desporto
12-07-2012

Em ano de Jogos Olímpicos, foi inaugurado o Museu Nacional do Desporto, situado no nobre e conhecido Palácio Foz, nos Restauradores, contando com a presença de Miguel Relvas, Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, com Alexandre Mestre, Secretário de Estado do Desporto e Juventude, e com inúmeros dirigentes e atletas de alto rendimento.

A bota de ouro conquistada em 1965 pela antiga glória do futebol português, foi nesta cerimónia doada ao Museu Nacional do Desporto por Eusébio, que se fez representar, pelo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

Há muito se constatava que o património museológico e o acervo bibliográfico desportivo nacional se encontravam em sérios riscos de rápida deterioração.

Os trabalhos de instalação do Museu Nacional do Desporto iniciaram-se em Setembro de 2011, e vieram a ser concluídos no presente mês de Julho, sob coordenação do Gabinete do Secretário de Estado do Desporto e Juventude e contando com equipas do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. e da Presidência do Conselho de Ministros e o apoio do Gabinete de Meios para a Comunicação Social.

A Biblioteca, integrada no Museu, possui à data de hoje um acervo de aproximadamente 60.000 itens registados, desde monografias, publicações periódicas, vídeos, DVD's, suportes áudio e tantos outros, tendo beneficiado também das generosas contribuições de várias pessoas ao longo dos tempos.

De entre o seu acervo contam-se alguns exemplares de particular relevância histórica, como “De Arte Gymnastica”, de Hieronymi Mercurialis, 1577 – considerado o primeiro livro de desporto editado no mundo. Para além da bibliografia histórica, a Biblioteca conta também com as principais monografias modernas em matéria de desporto, destacando-se as monografias e publicações no âmbito da Medicina Desportiva, reforçando assim significativamente os conteúdos acessíveis a estudiosos e agentes desportivos, bem como todas as formas de cooperação com as universidades.

O Museu e Biblioteca Nacional do Desporto, representam um novo rumo na política desportiva em Portugal, tendo assim sido definido por este Governo, uma nova estratégia de preservação e qualificação do património desportivo, conforme compromisso assumido no Programa do XIX Governo Constitucional.